sábado, 12 de Janeiro de 2008

O Minotauro no Labirinto

O rei Minos disposto a subir ao trono de Creta para ocupar o lugar de seu pai Astérion perguntou ao povo de Creta qual seria a prova a que seria submetido para ser declarado legítimo rei de Creta. A multidão discutiu esse assunto e eis que alguém deu uma excelente ideia.
Sugeriu então que o rei Minos deveria pedir aos deuses para sair um touro branco do mar.
Minos pensou como é que iria cumprir a tarefa e de repente lembrou-se que Poseidon, Deus do Mar adorava o sacrifício de animais. Assim, Minos pediu a Poseidon que fizesse sair um touro branco do mar e em troca este sacrificaria o animal.
Passado algum tempo, o feito concretizou-se e o povo de Creta declarou Minos como seu legítimo rei.
No entanto, Minos adorava o ser enviado por Poseidon, visto que era um touro diferente de todos. Assim, mandou sacrificar outro touro em seu lugar, o que deixou o Deus do Mar realmente zangado. Como castigo, Poseidon fez com que a mulher de Minos, a rainha Pasifae se apaixona-se pelo touro e tivesse um filho deste, o que envergonharia e desonraria Minos.
Pasifae teve então um filho que da cintura para baixo era homem e da cintura para cima era um touro. Envergonhado, Minos mandou Dédalo, um arquitecto muito famoso criar um labirinto em que quem entrasse nunca mais voltasse a sair. Assim, encerrou o Minotauro lá dentro, mas as exigências do enteado não eram nada fáceis, pois este exigia carne humana. Minos exigia então a Atenas que de nove em nove anos, sete rapazes e sete raparigas seriam enviados para o labirinto para serem devorados pelo Minotauro. Caso contrário, haveria guerra entre Atenas e Creta.
Assim, de sete em sete anos eram enviados os catorze jovens e Teseu, filho do rei de Atenas também decidiu ir, prometendo ao pai que iria matar o Minotauro. O pai disse-lhe então que colocariam uma vela negra no mastro, mas caso conseguissem vencer o Minotauro colocariam uma vela negra. Ao chegar a Creta, a filha do rei, Ariadna mal viu Teseu apaixonou-se. Decidida a ajudá-lo, Ariadna deu-lhe uma espada e um novelo que lhe indicaria onde estava o Minotauro, se ele prometesse levá-la consigo para Atenas para casarem. Ele prometeu e entrou no labirinto. Seguiu então o novelo e quando encontrou o Minotauro cortou-lhe a cabeça. Seguiu rapidamente o novelo que lhe indicava também a saída e fugiu com Ariadna e com os catorze jovens para Atenas. No entanto, quando pararam numa ilha para descansarem este abandonou Ariadna. De regresso a casa, devido aos festejos, os jovens esqueceram-se de hastear a vela branca, que significava que eles tinham saído vitoriosos. Ao ver que a vela continuava negra, o Rei Egeu, pai de Teseu pensara que tinha perdido o filho e atirara-se para o mar, morrendo afogado. Esse mar é hoje conhecido pelo mar Egeu.
Lenda característica da GRÉCIA